Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Segunda-Feira, 20 DE Outubro DE 2014

Pavimentação de estrada para Bonito (MS) e a preocupação com a fauna

“A Promotoria de Justiça de Bonito, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimetnos) e a Seop (Secretaria Estadual de Obras Públicas e Transportes) assinaram acordo sobre os impactos do asfaltamento da rodovia Bonito – Baía das Garças para implantar radares visando evitar a mortandade de animais, placas de conscientização, passagens para a fauna silvestre, além de adotar medidas de proteção dos rios da região.

Também constou no acordo que haverá um monitoramento de todas as rodovias estaduais que chegam a Bonito, para identificar os pontos onde ocorrem atropelamento de animais para que, futuramente, sejam adotadas medias para redução destes danos.”
– texto da matéria “Rodovias de Bonito terão radares para reduzir morte de animais silvestres”, publicada em 17 de outubro de 2014 pelo site Bonito Notícias

Anta atropelada em Bonito (MS) em novembro de 2012A notícia é muito boa e deve ser destacada. Mas, infelizmente, toda a estrutura e trabalhos pensados para a estrada que liga Bonito a Baía das Garças não é uma regra no Brasil.

Pesquisa do coordenador do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), Alex Bager, estimou em 475 milhões o número de animais silvestres mortos por atropelamento nas estradas e rodovias brasileiras todos os anos. Desse total, pouco mais de 218 milhões morrem em estradas (sem pavimento) e o restante padece nas rodovias (com pavimento).

Percebe-se que a maior quantidade de atropelamentos com mortes ocorre nas vias pavimentadas. Portanto, é de extrema importância que o asfaltamento de estradas seja feito com todo cuidado, baseando-se em estudos e implantando a infraestrutura necessária para proteger a fauna silvestre.

Deve-se ressaltar que o texto do site Bonito Notícias informa que placas de conscientização serão instaladas. Que essa não seja a única medida para educar os motoristas frequentadores da estrada – tanto moradores, quanto turistas e condutores de veículos que atendem o turismo. São necessárias panfletagens, anúncios em rádios locais e reuniões com agentes comunitários e representantes do setor do turismo para que os condutores de veículos conheçam sua responsabilidade na nova realidade – a via assaltada.

É muito provável que a velocidade dos veículos aumentem com a pavimentação da estrada, o que consequentemente aumenta o risco de atropelamentos. Conscientização dos motoristas é fundamental para qualquer programa de redução de atropelamentos de animais silvestres.

- Leia a matéria completa do Bonito Notícias

Postado por Dimas Marques às 01:30

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados