Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quarta-Feira, 05 DE Novembro DE 2014

Curió comprado no mercado negro do Paraná ia para o Maranhão

Você sabia que entre 60% e 70% do comércio ilegal de animais no Brasil é para abastecer o mercado interno? Isso quer dizer que são os próprios brasileiros os principais responsáveis por movimentar o tráfico de fauna. Há estimativa indicando que 60 milhões de brasileiros criam silvestres como bichos de estimação.

Outro dado também chama a atenção: 95% do mercado de animais silvestres no Brasil é ilegal. Pode não parecer quando o termo usado é “tráfico de animais silvestres” ou “tráfico de fauna”, mas esse mercado negro está muito próximo de todos os brasileiros. É o pássaro na gaiola, o papagaio no poleiro e o macaco na corrente.

Quem compra animal silvestre ilegal está participando de um crime caracterizado pela crueldade e de graves consequências para o equilíbrio dos ecossistemas – e, portanto, à sobrevivência da própria espécie humana. Mas um grande número de brasileiros ignora tais problemas ou desconhece a dimensão de seus atos para a vida na Terra. Veja um exemplo:

“Durante fiscalização em um ônibus de uma linha interestadual na BR-153, próximo a Guaraí, localizado na região centro-norte do Tocantins, um pássaro do tipo curió, espécie ameaçada de extinção, foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal em poder de um passageiro de 32 anos. O nome do homem não foi divulgado e o veículo seguia para Imperatriz (MA).

Curió estava sendo levado para o Maranhão

Segundo a PRF, a ave estava em uma gaiola e o passageiro não apresentou nenhuma documentação do pássaro. O homem ainda informou que adquiriu o curió em Campo Mourão (PR) pagando pela ave a quantia de R$ 300.

Conforme a Companhia Independente de Policiamento Rodoviário e Ambiental (CIPRA), no mercado essa ave chega a ser comercializada até por R$ 2,5 mil. O homem foi autuado por tráfico de animais silvestres.”
– texto da matéria “Ave ameaçada de extinção é encontrada em ônibus na BR-153”, publicada em 3 de novembro de 2014 pelo portal G1

Ações como a desse homem são responsáveis pela retirada de 38 milhões de animais silvestres da natureza brasileira todos os anos (dados de 2001 da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres – Renctas).

- Leia a matéria completa do portal G1
- Sabia mais sobre o tráfico de animais silvestres

Postado por Dimas Marques às 00:01

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados