Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quinta-Feira, 06 DE Novembro DE 2014

Gente rica também incentiva o tráfico de animais

Quando o assunto é mercado negro de fauna, as apreensões de animais e prisões de pessoas que vivem nos bairros mais pobres ou em áreas rurais, além das que frequentam as férias livres, são as mais noticiadas pela imprensa. Apesar de ser um fato que a população menos instruída e também as com renda menor serem maioria no universo do tráfico de silvestres, é um erro imaginar que gente com mais dinheiro e acesso à educação formal não se envolva com o comércio ilegal de animais.

Arara apreendida no condomínio“A Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) está divulgando o resultado de uma operação que apreendeu 80 pássaros e aves silvestres em um condomínio de luxo no bairro de Apipucos, Região Metropolitana do Recife (RMR) e na cidade de Palmares, Mata Sul de Pernambuco.

Em Apipucos, foram encontrados 44 pássaros e cinco aves silvestres. Entre os animais estavam um tucano, um papagaio e uma arara. A equipe também identificou entre os pássaros, um Pixoxó e Pintassilgo-do-Nordeste, ambos ameaçados de extinção.

A CPRH chegou ao local depois de receber uma denúncia anônima. No momento da abordagem, os donos da casa não permitiram a entrada dos fiscais, mas os agentes ambientais ouviram o som dos pássaros e com o auxílio da Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma), entraram na residência e autuaram em flagrante os proprietários do local, que foram conduzidos à delegacia mais próxima. Todos os animais passaram por avaliação médica e estão em processo de reabilitação.”
– texto da matéria “CPRH apreende pássaros em extinção em condomínio de luxo”, publicada em 5 de novembro de 2014 pelo site do Diario de Pernambuco

O envolvimento com o tráfico de animais independe da classe social

O hábito de criar animais silvestres como bichos de estimação não é uma exclusividade das classes mais baixas. Quem tem mais dinheiro e resolve não optar pela compra de bichos criados legalmente para serem vendidos como pets (o que o Fauna News é contra!), acaba comprando animais mais caros e raros do que os vendidos em feiras de periferias. Há também quem invista em pequenos zoológicos particulares, que muitas vezes não têm documentação legal e mantém planteis também clandestinos.

Parabéns à CPRH e à CIPOMA pela apreensão.

- Leia a matéria completa do Diário de Pernambuco

Postado por Dimas Marques às 02:04

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados