Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Sexta-Feira, 20 DE Fevereiro DE 2015

Reflexão par o fim de semana: das onças-pintadas, só os couros

Onças-pintadas mortas e infratores livres. Tem algo errado com a legislação

“Um fazendeiro e dois funcionários de uma fazenda localizada no município de Apiacás, a 1.005 km de Cuiabá, foram detidos no sábado (14), por suspeita de crime ambiental e porte ilegal de arma de fogo. Na propriedade rural, policiais civis encontraram quatro couros de onça-pintada, além de armas e munições. Os couros dos animais estavam em um quarto na sede da fazenda.

Duas espingardas calibre 20 e munições de diversos calibres foram apreendidas nas casas e no alojamento dos funcionários. A busca e apreensão na fazenda ocorreu em cumprimento a uma determinação judicial. Além da Polícia Civil de Apiacás, participaram da ação a Polícia Civil de Alta Floresta, a 800 km da capital, e servidores do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Ibama).

O proprietário e os funcionários da fazenda foram conduzidos para a Delegacia de Apiacás. O fazendeiro foi autuado por crime ambiental e deve ser multado pelo Ibama. Ele foi liberado após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Já os funcionários foram liberados depois de pagarem fiança no valor de um salário mínimo.”
– texto da matéria “Fazendeiro e funcionários são detidos com couros de onça-pintada em MT”, publicada em 16 de fevereiro de 2015 pelo portal G1

Apesar de o Fauna News abordar o tráfico de animais e os impactos de estradas e rodovias sobre a fauna silvestre, não podíamos deixar de repercutir este fato envolvendo as onças. NA matéria faltou uma informação importante: o motivo que levou a Justiça a determinar a busca e apreensão na fazenda.

Os infratores vão alegar o quê? Que mataram os felinos para evitar que cabeças de gado fossem predadas? Se foi isso, lembrem que já existem técnicas de manejo do gado para reduzir as perdas.

Se foi caça por lazer, é triste e brutal.

A foto acima é um retrato do atraso.

- Leia a matéria no G1

Postado por Dimas Marques às 00:05

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados