Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quarta-Feira, 15 DE Julho DE 2015

Comparando os números de animais mortos por atropelamento no ES

Comparando o número de mortes de animais por atropelamentos em 25 quilômetros da BR-101...

“De acordo com uma pesquisa da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), conduzida pelo professor Áureo Banhos, só no trecho de 25 quilômetros que compreendem a BR-101, Norte, são 50 animais silvestres mortos por dia. Em um ano são 20 mil bichos que morrem somente naquele perímetro.” – texto da matéria “Por ano, 20 mil animais silvestres são atropelados na rodovia BR-101 Norte no ES”, publicada em 10 de julho de 2015 pelo portal Folha Vitória

Tamanduá morto por atropelamento na BR-101 (ES)

...com o número de mortes de animais por atropelamentos em 7,5 quilômetros da Rodovia do Sol:

“Já na Rodovia do Sol, que liga o município de Vila Velha a Guarapari, o projeto “É o bicho” que visa à proteção da fauna regional e a redução do número de acidentes ocasionados pela presença de animais na pista, é desenvolvido há 14 anos pela concessionária que administra a via, a Rodosol.

O projeto abrange todo o trecho sob concessão na rodovia ES-060, com aproximadamente 67,5 km, nos municípios de Guarapari, Vila Velha e Vitória. No período de maio de 2001 a dezembro de 2014 foram registradas 3.943 ocorrências de animais vertebrados mortos por atropelamento, sendo 183 diferentes espécies atropeladas (4 de anfíbios, 29 de répteis, 117 de aves e 33 de mamíferos). A maior concentração de registros de coleta está no período entre outubro e janeiro e entre as 8 h e 10 h da manhã.”
– texto da matéria “Por ano, 20 mil animais silvestres são atropelados na rodovia BR-101 Norte no ES”, publicada em 10 de julho de 2015 pelo portal Folha Vitória

Passagem de fauna na Rodosol (ES)

Resumindo: 20 mil mortes por ano em 50 quilômetros de BR-101 e 3.943 mortes em quase 14 anos nos 67,5 quilômetros da Rodsol.

É preciso explicar mais para que se entenda a necessidade da instalação em todas as rodovias de um programa permanente de combate aos atropelamentos de fauna com implantação de infraestrutura (equipamentos nas vias, monitoramento e pessoa treinado) e ações de conscientização e alerta aos motoristas? Lógico que cada via tem suas especificidades, necessitando, portanto, de trabalhos e infraestrutura específicos. Mas, todas em todas as rodovias os gestores deveriam ter essa preocupação e atuar para a redução desse impacto na fauna.

A saber: estimativa do Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE) indica que 475 milhões de animais silvestres (vertebrados) morrem atropelados todos os anos nas rodovias e estradas brasileiras.

- Leia a matéria completa do portal Folha Vitória
- Conheça o projeto "É o bicho" da Rodosol
- Saiba mais sobre atropelamentos de animais silvestres

Postado por Dimas Marques às 08:10

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados