Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Terça-Feira, 01 DE Setembro DE 2015

Massacre! Quinze capivaras morrem atropeladas em um único acidente

O Fauna News já registrou inúmeros casos de atropelamentos de animais silvestres. Mas nunca algo parecido, com tantas vítimas.

Suspeita-se que os animais foram atropelados por um caminhão. Quatro capivaras eram filhotes“Um grupo de 15 capivaras morreu atropelado na manhã desta segunda-feira (31), no km 609 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), no trecho de Piquerobi. A fatalidade foi registrada pelo churrasqueiro Marcos Moreira de Almeida, de 43 anos, que passava pelo local por volta das 7h30 e disse ter ficado "chocado" com a cena.

"Quando vi os animais atropelados, resolvi parar. Geralmente vejo alguns bichos mortos, como jacaré, tamanduá bandeira, raposa e coelho, mas tudo isso de capivara de uma vez só é a primeira vez", relatou Almeida, que mora em Piquerobi e viajava para Presidente Venceslau.

Ao todo, ele contou 11 capivaras adultas e quatro filhotes. "Fiquei chocado. Era uma família e uma quantidade muito grande. Alguém precisa fazer alguma coisa para resolver isso", ressaltou.

O churasqueiro ainda falou ao G1 que o veículo que atropelou os animais não estava mais no local e que a Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart), que administra a rodovia, já havia deixado os animais no acostamento e fazia a limpeza.

"Ali, nos dois lados da pista, tem uma lagoinha onde as capivaras ficam. Acho que elas queriam atravessar e deve ter sido um caminhão, pois um carro pequeno teria se acidentado", salientou.

A Polícia Rodoviária confirmou que houve a ocorrência, registrada como "atropelamento de animal", porém, não deu informações sobre o veículo que atropelou as capivaras ou a quantidade de bichos que morreram. A corporação salientou também que não teve registro de vítima humana na ocorrência. (...)

A Cart (cncessionária responsável pela rodovia – cometário do Fauna News) informou que disponibilizou os recursos necessários no pronto atendimento da ocorrência e que os animais foram retirados do local e levados ao aterro sanitário de Presidente Venceslau, “como determinam os procedimentos da concessionária”.

A Cart ainda enfatizou que está implantando cinco passagens de fauna entre os quilômetros 607 e 613. “Os locais de passagens de fauna são definidos com base em levantamentos realizados durante cinco anos pela Cart que apontaram os pontos de maior incidência e ocorrência envolvendo animais silvestres”, afirmou.”
– texto da matéria “Quinze capivaras morrem atropeladas na Rodovia Raposo Tavares”, publicada em 31 de agosto de 2015 pelo portal G1

A implantação de passagens de fauna, quando associadas a cercas e estruturas que ajudam a impedir o acesso dos animais à rodovia e os conduzem até a passagem, é uma medida fundamental para a redução dos atropelamentos. Mas um problema foi apontado pelo presidente da Associação em Defesa do Rio Paraná, Afluentes e Mata Ciliar (Apoena), Djalma Weffort: a mureta de concreto que divide as pistas, fazendo com que os animais que entram na rodovia fiquem encurralados entre a estrutura e o trânsito de veículos.

Mureta impede a conclusão das travessias, deixando os animais encurralados“Weffort ainda destacou que a Apoena chegou a fazer uma campanha para que as barreiras de concreto chamadas de "New Jersey" não fossem instaladas para dividir as pistas. "Existe essa preocupação com o trânsito da fauna, mas foram feitas essas muretas de concreto", disse.” – texto do portal G1

Deve-se destacar que um projeto completo que objetive a redução de atropelamentos de animais tem de contemplar ações de conscientização dos motoristas, sinalização, redutores de velocidade e até radares. É fundamental que os condutores de veículos estejam atentos nos trechos com maior incidência de acidentes e que cortem áreas frequentadas pela fauna, conscientes da possibilidade de encontrar os animais e que, sobretudo, respeitem os limites de velocidade.

O Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas estimou que, anualmente, 475 milhões de animais silvestres morrem por atropelamento em estradas e rodovias brasileiras.

- Leia a matéria completa do portal G1
- Saiba mais sobre atropelamentos de animais silvestres

Postado por Dimas Marques às 07:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados