Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quinta-Feira, 03 DE Setembro DE 2015

MP cobra esclarecimentos de concessionária pela morte de 15 capivaras

Em 1 de setembro de 2015, o Fauna News publicou o post "Massacre! Quinze capivaras morrem atropeladas em um único acidente", em que foi comentado o atropelamento de um grupo de animais na rodovia Raposo Tavares, em Piquerobi (SP). O caso repercutiu e esclarecimentos começam a ser solicitados.

Quinze capivaras foram atropeladas na rodovia Raposo Tavares“O Ministério Público Estadual (MPE), através do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema), informou nesta terça-feira (1º) que pedirá esclarecimentos à Concessionária Auto Raposo Tavares (Cart) quanto à morte de 15 capivaras em um trecho da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Piquerobi. Os animais foram vítimas de atropelamento na segunda-feira (31), na altura do km 609. O MPE quer saber se a concessionária está adotando medidas preventivas para que situações como a registrada nesta semana não ocorram novamente.

Segundo promotor de Justiça Silvio Martins Barbatto, do Gaema, já existe um inquérito civil em andamento sobre a morte de animais no trecho da Raposo Tavares na região após a construção de muretas ao longo da rodovia.

De acordo com ele, o objetivo é o de que a concessionária realize a recomposição dos danos ambientais causados pelas muretas na rodovia e também medidas para evitar novos atropelamentos. (...)

Outro lado
Em nota, a Cart (concessionária que administra a rodovia – esclarecimento do Fauna News) informou que vem desenvolvendo um programa de proteção à fauna silvestre e de segurança aos usuários da rodovia. Faz parte desta ação a implantação de passagens de fauna, que são túneis construídos ou adaptados, sob o asfalto, para permitir que os animais possam circular sem que tenham de necessariamente cruzar a pista.

“Para guiar os animais até uma passagem subterrânea segura, nos trechos de passagens de fauna são instaladas telas margeando a faixa de domínio, em ambos os lados. A função da tela é evitar que os animais silvestres entrem na faixa de domínio da rodovia. Uma vez na faixa de domínio, o animal corre risco de atropelamento independentemente se a separação do fluxo de veículos de sentidos opostos for barreira rígida do tipo New Jersey ou canteiro central”, salientou a concessionária.

Na primeira etapa deste programa de proteção de fauna silvestre na Raposo Tavares, entre Maracaí (SP) e Regente Feijó, a Cart já implantou e reformou 23 passagens de fauna num trecho de 70,6 km. A segunda etapa contempla a Raposo Tavares entre Presidente Prudente e Presidente Epitácio, num total de 78,20 km. Neste trecho, já foram implantadas ou adaptadas 30 passagens de fauna e estão sendo instalados mais de 17 km de cerca de condução e sinalização vertical apropriada, segundo a empresa.”
– texto da matéria “MPE cobra esclarecimentos da Cart sobre a morte de capivaras”, publicada em 1º de setembro de 2015 pelo portal G1

Da nota de esclarecimento da Cart, vale destacar o seguinte trecho:

Mureta pode ter aumentado a chance de atropelamento dos animais“Uma vez na faixa de domínio, o animal corre risco de atropelamento independentemente se a separação do fluxo de veículos de sentidos opostos for barreira rígida do tipo New Jersey ou canteiro central”.

Sobre o texto acima, a concessionária afirmou o óbvio para justificar a mureta de concreto que separa as pistas, não levando em consideração que se a estrutura não existisse a possiblidade do animal concluir a travessia sem ser atropelado aumenta consideravelmente. A partir do momento em que os bichos se arriscam na faixa de asfalto, é lógico que correm o risco de serem atingidos por veículos. Mas, ao se depararem com a mureta, eles acabam encurralados pela barreira de concreto e o fluxo de veículos, aumentando bastante o risco de acidentes.

Muretas de concreto podem ajudar na segurança dos motoristas, evitando que veículos cruzem as pistas. Mas essas estruturas não podem ser instaladas indiscriminadamente, sem levar em conta a vida animal (ainda mais quando há lagos frequenados por animais próximos das pistas, como no caso das capivaras).

- Leia a matéria completa do portal G1
- Releia o post "Massacre! Quinze capivaras morrem atropeladas em um único acidente", publicado pelo Fauna News em 1 de setembro de 2015

 

Postado por Dimas Marques às 06:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados