Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quinta-Feira, 14 DE Abril DE 2016

Mulher detida com tucanos em MG

Infelizmente, a imprensa não conta tudo que está envolvido‘A Polícia Militar de Meio Ambiente prendeu em flagrante na tarde desta sexta-feira (8), uma jovem de 28 anos. Os policiais foram até a residência no Bairro Jardim Califórnia, em Uberlândia e, no local, encontraram dois filhotes de tucanos. Ainda de acordo com a polícia, há indícios de maus-tratos. As aves foram levadas para o laboratório de animais silvestres da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

A proprietária das aves foi presa em flagrante delito por contrariar o descrito no artigo 29 e 32 da Lei 9605/98 " Lei dos Crimes Ambientais " com pena de seis meses a um ano, no artigo 29 " manter em cativeiro " e de três meses a um ano no artigo 32 " maus-tratos".’
- texto da matéria “Tucanos são apreendidos e jovem é detida em Uberlândia”, publicada em 8 de abril de 2016 pelo portal G1

Quando se lê uma matéria como essa, pode-se imaginar que o problema foi resolvido. Pelo contrário: uma grande quantidade de problemas está envolvida e precisa de solução.

A partir da apreensão, os animais vão precisar de cuidados e, se tiverem sorte, farão parte de algum projeto que os devolva à natureza. Caso não tenham tanta sorte, permanecerão em cativeiro o resto da vida, o que implica em gastos e o não cumprimento pelos animais de todos os seus papeis ecológicos (predarem, serem predados, disseminação de sementes, etc.).

Outra questão envolve a infratora detida: ela pode fornecer informações importantes aos policiais, já que adquiriu os tucanos de alguém. Identificar esse sujeito é essencial para, quem sabe, começar a desbaratar alguma quadrilha de tráfico de fauna. Mas será que a Polícia vai se empenhar no caso? Dificilmente.

Você sabia que a mulher detida vai responder pelos crimes em liberdade? Sim, manter animal silvestre em cativeiro sem autorização e maus-tratos são crimes que não levam ninguém para a cadeia no Brasil e a punição, se houver, acabará no cumprimento de algum trabalho comunitário ou no pagamento de cestas-básicas. Essa infratora foi multada, mas o pagamento da multa também não é garantido.

Enfim, os infratores sempre ficam impunes e os animais e os ecossistemas são os grandes perdedores. E a imprensa não alerta você sobre isso tudo.

- Leia a matéria completa no portal G1
- Saiba mais sobre tráfico de animais

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados