Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quarta-Feira, 18 DE Maio DE 2016

Olha o Bicho! - Caranguejo-uçá

Animais da espécie são apreciados como alimento e alvo de coleta em várias regiões do país

Por Luciana Ribeiro
lucianaribeiro@faunanews.com.br

Nomes populares: caranguejo-uçá, caranguejo-verdadeiro, caranguejo-do-mangue
Nome científico: Ucides cordatus
Estado de conservação: sem classificação na lista vermelha da IUCN e “quase ameaçado” na Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção

O uçá é um caranguejo comestível encontrado em toda a costa do Atlântico ocidental e aqui no Brasil dos mangues do Amapá até Santa Catarina. Na região Nordeste, ele é um importante recurso pesqueiro, gerador de emprego e renda para populações litorâneas. Estima-se que sejam coletados até sete toneladas de caranguejos-uçá a cada quilômetro quadrado de área de mangue. A captura é feita manualmente, durante a maré baixa.

A coleta do uçá é supervisionada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que determina tamanho mínimo e época adequada para a atividade. O caranguejo-uçá está classificado como "quase ameaçado" na Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção. 

Para se evitar o desaparecimento de animais alvo de pesca usa-se o estabelecimento do defeso para determinadas a espécie durante o período de reprodução, ou seja, a captura fica proibida. Normalmente o perído de defeso do uçá vai de dezembro a março e, nesses meses, é proibido capturar, comercializar, transportar e beneficiar caranguejos.

A carapaça deste caranguejo de grandes dimensões pode atingir 10 cm de largura. Suas patas são longas, robustas e com muitos pelos e as garras são bem desenvolvidas, com espinhos curtos na face interna. A expectativa de vida é de mais de dez anos. Como todos os crustáceos, o uçá também troca seu exoesqueleto para crescer, num fenômeno conhecido como "muda" ou "ecdise". 

Apesar de ser onívoro, o caranguejo-uçá tem como base de sua alimentação folhas em decomposição O seu crescimento é bastante lento, levando de seis a dez anos para atingir o tamanho comercial, com 6 cm de carapaça. Na juventude ele realiza várias mudas ao longo do ano e, conforme vai crescendo, essa frequência diminui para uma muda anual até que para de acontecer quando a carapaça atinge os seis centímetros. Durante a muda, ao final da estação chuvosa, por volta de julho, ele fica até um mês entocado, esperando a completa solidificação da carapaça.

Apesar de ser onívoro, o caranguejo-uçá tem como base de sua alimentação folhas em decomposição no mangue. E é por este hábito alimentar que ele desempenha um importante papel ecológico nos manguezais como reciclador de nutrientes, sendo responsável pelo consumo e degradação de mais da metade das folhas mortas produzidas nestes ambientes.

Conhecido por sua coloração azulada, arroxeada ou avermelhada, o uçá é um animal de hábitos diurnos, bastante territorial e com forte vínculo com sua toca, que defende com veemência. É dentro dela que ele espera pela sua muda e come em segurança as folhas que coleta.

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados