Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Sexta-Feira, 20 DE Maio DE 2016

Reflexão para o fim de semana: ave quase extinta pelo tráfico é encontrada. Esperança

Um macho de caredal-amarelo foi registrado na Serra Sudeste (RS), onde espécie era considerada extinta

“Boa notícia para a preservação da fauna brasileira: pesquisadores acabam de registrar um exemplar do cardeal-amarelo (Gubernatrix cristata) na região da Serra Sudeste, no Rio Grande do Sul. A ave, uma das mais ameaçadas do País, não era vista há mais de 15 anos na região, onde já era considerada extinta. Atualmente, avalia-se que existam apenas 50 indivíduos na natureza. 

A descoberta foi feita na semana passada, entre os dias 11 e 13, durante expedição ao local, da qual participaram servidores do Centro Nacional de Conservação e Pesquisa de Aves Silvestres (Cemave), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A expedição tinha, exatamente, o objetivo de confirmar suspeitas da presença de exemplares da ave na região.

O pássaro, um macho adulto da espécie, foi avistado no segundo dia da expedição. (...)

 O cardeal-amarelo é um pássaro de beleza e canto extraordinários. A única população conhecida e monitorada no Brasil está restrita ao Parque Estadual do Espinilho e arredores, no extremo oeste do Rio Grande do Sul. Há mais de uma década, a a espécie era tida como extinta na região da Serra do Sudeste. Mas a suspeita de que ainda pudesse existir uma pequena população isolada nessa região persistia com base em relatos e evidências indiretas. Isso motivou as instituições executoras do PAN Campos Sulinos a ir até o local.

A captura e o comércio ilegal de cardeais-amarelos para criação em cativeiro são as principais ameaças à espécie e foram responsáveis pelo desaparecimento do pássaro nessa região nas últimas décadas, bem como ao longo de toda sua distribuição que se estende ao território uruguaio e argentino.”
– texto da matéria “Expedição registra exemplar de ave rara no Rio Grande do Sul”, publicada pelo ICMBio em seu site em 18 de maio de 2016

Esperança.

- Leia a matéria completa do ICMBio

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados