Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Terça-Feira, 28 DE Junho DE 2016

Aves apreendidas teriam sido capturadas no Parque Estadual da Serra do Mar (SP)

“Mais de 300 pássaros de diferentes espécies foram apreendidos, na madrugada desta quarta-feira (22), em Cubatão (SP). Os animais estavam sendo transportados em caixas de leite em um carro com placa de Diadema, na grande São Paulo. Quatro suspeitos foram detidos e, posteriormente, liberados.

A apreensão ocorreu durante uma abordagem da Polícia Ambiental. Pelo menos 50 animais foram encontrados mortos. Nenhum deles tinha algum tipo de licença.
Os pássaros foram comprados em Mongaguá e, segundo a polícia, seriam vendidos, de forma clandestina em uma feira de animais.

Os quatro suspeitos que estavam no carro foram levados à Delegacia Sede de Cubatão, onde prestaram depoimento e, em seguida, foram liberados. Eles responderão em liberdade por crimes ambientais previstos por lei.”
– texto da matéria “Pássaros silvestres são encontrados em caixas de leite em Cubatão, SP”, publicada em 22 de junho de 2016 pelo portal G1

As aves eram transportadas em caixas de leite. Cinquenta morreram

Agora vamos aos detalhes:

Segundo a PM Ambiental, os acusados alegaram ter comprado as aves por R$ 800 em Mongaguá, município do litoral sul paulista. Ainda segundo os policiais, as aves estavam selvagens, por isso eles acreditam que foram capturadas no próprio Parque Estadual da Serra do Mar ou na região do entorno, conhecida como zona de amortecimento. Após serem examinadas por veterinários e biólogos do Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens do Centro Universitário Monte Serrat (Ceptas-Unimonte), em Cubatão, 271 foram soltas.

As aves seriam vendidas na feira da Vila Mara, na zona leste da capital paulista. Essa feira é um dos pontos mais conhecidos de tráfico de animais da região Metropolitana de São Paulo. Os quatro presos são reincidentes, de acordo com a PM Ambiental, que os multou em R$ 9,2 milhões pelo fato de o crime de transportar animais silvestres sem autorização ter ocorrido dentro da Unidade de Conservação e também pela constatação de maus tratos.

Novamente, a legislação branda permite que bandidos reincidentes sejam soltos e respondam por seus crimes em liberdade.

Novamente, animais morrem nas mãos de traficantes.

Novamente, a feira da Vila Mara era o destino.

Que a Polícia Civil realmente investigue e que as informações conseguidas sejam utilizadas pela PM Ambiental e a Fundação Florestal (órgão do governo paulista responsável pela gestão do parque) para evitar a captura de animais silvestres.

- Assista ao video da soltura das aves feito pela PM Ambiental de São Paulo
- Leia a matéria completa do portal G1

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados