Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quarta-Feira, 26 DE Outubro DE 2016

Olha o Bicho! - Ararajuba

A ocorrência da espécie diminuiu 30% nos últimos 30 anos. Seu estado de conservação é vulnerável

Por Luciana Ribeiro
lucianaribeiro@faunanews.com.br

Nomes populares: ararajuba, guaruba, guarajuba e tanajuba
Nome científico: Guaruba guarouba
Estado de conservação: “vulnerável” na lista vermelha da IUCN e na Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção

Seu nome vem do tupi. Yuba significa amarelo, arara é o aumentativo de ara, papagaio e guará é pássaro. E é com sua linda plumagem amarela pintada de verde-oliva na ponta das asas e da cauda que a ararajuba encanta. Endêmica da região norte do Brasil, encontrada sempre ao sul do rio Amazonas e leste do rio Madeira, a ararajuba corre perigo.

Segundo dados do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a sua ocorrência diminuiu 30% nos últimos 30 anos e a projeção é de que diminua mais 20% a 30% nos próximos 50 anos. A população atual é estimada pelo ICMBio em cerca de 10 mil indivíduos. Outras fontes falam em 3 mil. Seja qual for o número exato, esses índices colocam a espécie na categoria de "vulnerável" em termos de conservação.

A população atual é estimada em 10 mil indivíduos A copa de árvores de florestas úmidas altas é o seu habitat. Ela procura troncos ocos em árvores vivas ou mortas para construir seu ninho. Nele, a fêmea coloca de 2 a 4 ovos e a incubação, que leva cerca de 30 dias, é feita tanto pelos pais quanto por outros indivíduos do bando. E é assim, com ajuda do grupo, que os filhotes são protegidos e alimentados até se tornarem adultos.

A alimentação da ararajuba é composta basicamente de sementes, frutos oleosos, frutas e flores. A espécie é territorial, expulsando com ataques e vocalizações tucanos e papagaios de outras espécies que invadem sua área de nidificação. Macacos, iraras e serpentes também são uma ameaça natural aos ninhos da ararajuba. 

Há poucas informações sobre os hábitos da ararajuba na natureza e a espécie, que chega a ser considerada um animal símbolo do Brasil por suas cores, é constantemente ameaçada por madeireiros e invasores. Os esforços de conservação são dificultados pela própria falta de conhecimento sobre aspectos básicos de sua biologia e ecologia.

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados