Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Terça-Feira, 08 DE Novembro DE 2016

Mais de 800 aves apreendidas em PE. Cadê a repercussão?

Filhotes de papagaios estavam entre as aves

“Durante uma fiscalização na feira livre de Nazaré da Mata, Zona da Mata de Pernambuco, a Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma/PMPE) apreendeu 832 aves silvestres que foram levadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas Tangara), unidade da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Quatro pessoas foram detidas e encaminhadas à delegacia do município.

Os animais seriam colocados à venda e estavam debilitados, 21 pássaros chegaram mortos ao Cetas (01 concriz, 10 papa-capim 10 galos-de-campina). De acordo com a gerente do setor de conservação da Fauna, Patrícia Tavares, só depois que os pássaros estiverem recuperados serão devolvidos ao habitat natural, no momento eles estão sendo tratados por biólogos e veterinários.” – texto da matéria “Mais de 800 aves silvestres são apreendidas em Nazaré da Mata”, publicada em 3 de novembro de 2016 pelo site do jornal Diário de Pernambuco

Animais fram levados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas Tangara), da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH)Em uma única feira, uma grande quantidade de animais é apreendida. Conclui-se que a fiscalização está deficiente, deixando os traficantes de fauna sentindo-se à vontade; ou que há conivência da fiscalização em boa parte do tempo; ou, por fim, que os bandidos são ousados mesmo. De qualquer forma, o problema mostra-se fora de controle.

Outra crítica que deve ser feita é para a imprensa: o caso foi publicado por poucos veículos de comunicação (quatro matérias em busca rápida pelo Google). Pode-se afirmar que a apreensão de quase mil animais com traficantes não é um assunto do interesse de boa parte da imprensa pernambucana e nordestina. E, para piorar, a qualidade da cobertura é sofrível: sem detalhes, sem entrevistas, baseada apenas em informações fornecidas por assessorias de comunicação.

Tal problema não é uma exclusividade da imprensa pernambucana. No Brasil inteiro é assim: um dos maiores problemas de nossa biodiversidade e um dos crimes mais rentáveis do mundo ainda é tratado como assunto de pouco importância, o que contribui para manter a população desinformada e para a manutenção da cultura do criar animal silvestre como bicho de estimação.

A imprensa brasileira está mal informada e omissa.

- Leia a matéria completa do Diário de Pernambuco
- Saiba mais sobre o tráfico de animais silvestres

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados