Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Domingo, 19 DE Fevereiro DE 2017

Papagaios apreendidos em SP voltam para casa, no TO

Por Dimas Marques
Jornalista, pesquisador do Diversitas-USP e editor responsável do Fauna News
dimasmarques@faunanews.com.br

Em 15 de outubro de 2016, o Fauna News comentou as duas prisões de Givaldo Marcolino da Silva ocorrida em 6 e 14 de outubro com animais silvestres (“Em um intervalo de oito dias, homem é detido duas vezes com animais silvestres em SP”). Na última ocorrência, a Polícia Militar encontrou com ele, no bairro do Campo Belo, em São Paulo (SP), duas jandaia-verdadeiras, duas araras-azuis-grandes, três araras-vermelhas-grandes, sete papagaios- verdadeiros, vinte papagaios-do-mangue, um papagaio-galego, treze pássaros-pretos (sendo que dois já estavam mortos). Todos filhotes e vindos do estado do Tocantins.


Givaldo, que já tem condenação em primeira instância pelo mesmo crime em 2013, é um velho conhecido da PM Ambiental paulista, considerado “um contumaz infrator ambiental”. 

Apesar da indignação pela impunidade, temos uma boa notícia: parte dos animais apreendidos em 14 de outubro de 2016 foi reabilitado no Centro de Recuperação de Animais Silvestres (Cras) do Parque Ecológico do Tietê e retornou ao Tocantins.

“Mais 60 aves foram repatriadas para o Tocantins pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). São 41 papagaios-verdadeiros e 19 papagaios-do-mangue. Eles chegaram ao estado nesta quarta-feira (15), após serem apreendidos em São Paulo pela polícia com traficantes de animais.

Nesta quinta-feira (16), as aves estão sendo transportadas para uma fazenda parteira do Instituto em Almas. Elas serão colocadas em um viveiro e serão soltas gradativamente.

"Serão oferecidas água e alimentação adequada. Este período é uma espécie de quarentena para elas se ambientarem no lugar. Após essa observação ocorrerá à soltura branda aos poucos, até elas próprias saírem sozinhas do recinto e voltarem à natureza", explicou a veterinária e supervisora do Naturatins, Grasiela Pacheco.”
- texto da matéria "Papagaios são repatriados para o estado após apreensão em São Paulo", publicada em 16 de fevereiro de 2017 pelo portal G1

Papagaios em viveiro de ambientação na regiao onde serão soltos, no TO

É importante destacar quando diferentes atores sociais envolvidos no combate ao tráfico de animais trabalham bem e em sintonia. A Polícia Militar paulista apreendeu, o Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Ecológico do Tietê reabilitou boa parte dos animais (houve 25 óbitos), houve contato entre órgãos de gestão de fauna das secretarias estaduais de meio ambiente de São Paulo e do Tocantins e, por fim, existe uma área de soltura preparada no bioma de origem das aves para elas, finalmente, retornarem de onde nunca deveriam ter saído. Resta agora aos profissionais do Naturatins monitorar os animais siltoes para verificar se não houve problemas e fiscalizar a região para que outros traficantes de animais não ataquem.

Esse caso é um exemplo de que é possível uma gestão de fauna com competência. Lógico que, o ideal, era que essas aves jamais tivessem sido capturados, o que indica ainda a necessidade de melhorias na fiscalização de áreas de apanha  de animais bem como investimentos em educação ambiental para que haja redução na demanda (só tem quem vende porque há quem compre).

Pena não ser rotina.

Que fique o exemplo. Ainda há esperança...

- Leia a matéria completa do portal G1
- Releia “Em um intervalo de oito dias, homem é detido duas vezes com animais silvestres em SP”, publicado pelo Fauna News em 15 de outubro de 2016

Postado por Dimas Marques às 00:05

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados