Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Sexta-Feira, 17 DE Março DE 2017

Centro de atendimento a silvestres é ampliado por causa da demanda

Macacos em recuperação no Cras

Por Dimas Marques
Jornalista, pesquisador do Diversitas-USP e editor responsável do Fauna News
dimasmarques@faunanews.com.br

Em 10 de março, o Fauna News publicou o post “Veterinária monta centro para atender animais silvestres em GO”, em que comentou a atitude da veterinária Elisângela de Albuquerque Sobreira montou em centro de atendimento de animais silvestres resgatados pelos bombeiros em Anápolis (GO). “Havia uma grande demanda de um local para cuidados médico-veterinários aos animais silvestres resgatados pelos bombeiros. Quando não podiam levar ao Ibama em Goiânia, acabavam levando para minha residência para receberem cuidados”, afirmou para o Fauna News.

Esse é o tipo de atitude que os profissionais envolvidos com o manejo de silvestres têm de ter em um país que não possui uma política nacional de fauna e não prioriza a conservação. A ausência do poder público competente obriga que particulares e instituições privadas se mobilizem. É o caso de Elisângela e da Universidade do Vale do Paraíba (Univap), no interior paulista.

Karla Andressa Ruiz Lopes, responsável técnica pelo Cras“Referência no atendimento à fauna silvestre da região, a Universidade do Vale do Paraíba (Univap) está expandindo o Centro de Recuperação de Animais Silvestres (Cras), situado no Campus Urbanova, em São José dos Campos.

A expansão do núcleo conta com investimentos das concessionárias de rodovias CCR Nova Dutra e Tamoios, além da Engep Ambiental e empresa farmacêutica Drogavet. Por conta do alto grau de excelência acadêmica, o projeto iniciado em 1999 continua a atrair empresas.

(...) Instalado nas proximidades do Rio Paraíba do Sul e de um dos maiores residuais de Mata Atlântica no trecho entre Jacareí e São José dos Campos, o Cras tem 8,3 mil metros quadrados de área, que inclui tanto a área construída e de solário, além de duas alas para quarentena e de recuperação dos animais.

(...) Bióloga de formação e doutora em Engenharia Biomédica, Karla Andressa Ruiz Lopes é a responsável técnica do Cras e professora da Univap. Ela tem notado um aumento no volume de chegada de exemplares, apreendidos pela Polícia Ambiental e/ou levados por particulares. O crescimento decorre da eficiência do Centro, de ações policiais mais incisivas e também da expansão urbana sobre áreas com ecossistemas naturais minimamente preservados.”
– texto da matéria “Núcleo da Univap é referência na recuperação de animais”, de Julio Ottoboni, publicada em 10 de março de 2017 pelo site do DCI

Apesar de poder abrigar até 600 animais, o Cras da Univap atende, atualmente, 350. Isso não quer dizer que o centro foi superdimensionado. Como Karla afirmou na matéria, a quantidade animais que chegam tem aumentado e não demorará muito para que o Cras atinja sua capacidade máxima. Infelizmente, a entrada de animais é sempre maior que a saída, seja para o retorno à vida livre ou para criadouros, quando o bicho não recupera a condição de viver na natureza.

- Leia a matéria completa do DCI
- Releia o post “Veterinária monta centro para atender animais silvestres em GO”, publicado pelo Fauna News em 10 de março de 2017

Postado por Dimas Marques às 10:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados