Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Terça-Feira, 04 DE Abril DE 2017

A denúncia era de rinha de galo, mas dezenas de pássaros também foram encontrados

Por Dimas Marques
Jornalista, pesquisador do Diversitas-USP e editor responsável do Fauna News
dimasmarques@faunanews.com.br

Aves apreendidas em Uberlândia“Um homem, de 53 anos, foi detido neste domingo (2) por manutenção ilegal de pássaros em cativeiro e maus tratos aos animais em Uberlândia. De acordo com a Polícia Militar de Meio Ambiente, na casa dele foram encontrados 32 pássaros, 17 galos e um mutum.

Ele foi levado para a Delegacia da Policia Civil da cidade, onde vai prestar depoimento. Já os animais silvestres passaram por avaliação e serão soltos.

A polícia foi até a casa do suspeito, no Bairro Shopping Park, depois de receber uma denúncia anônima de que havia uma rinha de galos no local.

A informação não foi confirmada, mas os animais foram encontrados e toda a estrutura para briga realmente existia em um cômodo anexo à residência.

Dentro do banheiro da casa, os policiais também encontraram diversas gaiolas com canários da terra, papa capim e curiós, todos escondidos. Os pássaros foram cobertos com roupas para que não conseguissem cantar.”
– texto da matéria “Homem é preso com dezenas de pássaros e galos em Uberlândia”, publicada em 2 de abril de 2017 pelo portal G1

Rinha de galo e cativeiro ilegal de animal silvestre. Crueldade, maus tratos e incentivo ao tráfico de fauna.
Infelizmente, o infrator ficará livre. A legislação é ruim e dificilmente alguma punição exemplar ajudará a punir e educar o responsável que, muito provavelmente, cometerá os crimes novamente.

No Brasil, a legislação que trata de crimes contra a fauna não tem caráter educativo e o poder público não possui política de educação ambiental para evitar que novas gerações mantenham a cultura do animal silvestre bicho de estimação.

Futuro sombrio.

- Leia a matéria no portal G1
- Saiba mais sobre o tráfico de animais 

Postado por Dimas Marques às 09:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados