Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Sexta-Feira, 28 DE Abril DE 2017

Photo Animal - Conheça os tipos de fotografia de fauna

Por Marcelo Calazans
Técnico em agropecuária, administrador de empresas e fotógrafo. Foi professor da disciplina Fotografia de Natureza pelo Senac-MS
photoanimal@faunanews.com.br

Olá, pessoal!! Tudo bem??

Hoje iremos falar um pouco sobre a fotografia de animais, especificamente. E quais as divisões dentro desse tema. Mas antes, vamos esclarecer o que é a fotografia de natureza, e onde a fotografia de animais se encaixa. Vamos lá.

A fotografia de natureza é um amplo tema fotográfico que visa representar fenômenos ou agentes naturais (plantas, animais, paisagens, fenômenos meteorológicos, pequenos pormenores, entre outros). A fotografia de natureza tende a centrar a sua atenção na captação de aspectos estéticos, mais que outros tipos de fotografia. E dentro da fotografia de natureza, temos uma divisão (entre outras) que é a fotografia de animais. E essa divisão também se subdivide em três partes, que veremos a seguir:

1 - FOTOGRAFIA DE AVES
Aqui são retratadas as ações das espécies de aves que temos no país (ou no mundo) em seu habitat natural. É bastante comum o uso de grandes velocidades para captura de movimentos, como o bater de asas de um beija-flor. Exercício de PACIÊNCIA! 

Grandes velocidades são bastante usadas para fotografar aves

2 - FOTOGRAFIA DO MUNDO SELVAGEM 
As técnicas utilizadas na fotografia do mundo selvagem diferem das utilizadas em fotografia de paisagens. Costumam utilizar-se altas velocidades de obturação para poder capturar o movimento. Para conseguir um nível adequado de exposição, utilizam-se objetivas claras e de elevado ângulo. Os grandes fotógrafos de vida selvagem costumam ir equipados com teleobjetivas “puras” (o que é isso? Falarei em tópico específico, portanto não perca a coluna!) de 300 mm, 400 mm, 600 mm ou mais, para poder trabalhar à distancia e evitarem ser vistos. 

Gorila em meio a um pana-paná

3 - FOTOGRAFIA MACRO
A fotografia macro é a fotografia de pequenos seres e objetos ou detalhes que normalmente passam despercebidos no nosso dia a dia. Eles são fotografados em seu tamanho natural ou levemente aumentados através de aproximação da câmera ou fazendo uso de acessórios destinados a este tipo de fotografia. As macrofotografias são exibidas em tamanho bastante ampliado para maior impacto visual. 

Close-up de abelha. Imagem capturada por Tacio Philip, fotógrafo referência nesse segmento e que falaremos sobre ele

Existem alguns procedimentos (regrinhas simples) a serem seguidos, quando quisermos fotografar animais, que evitam uma série de problemas para o fotógrafo e favorecem sua segurança e o resultado pretendido. A conduta básica para a fotografia de natureza (e claro, a de animais) é uma só: respeitar as regras. Mas quais regras? Sempre respeitar o local onde você se encontra. Uma propriedade particular tem suas normas e não se pode chegar e invadir uma área para fazer fotos sem permissão do proprietário, visto que isso acarreta uma série de riscos.

Alguns parques nacionais também têm suas regras para fotógrafos (um absurdo isso) e devem ser seguidas. Aqui cabe um parêntese: a fotografia de natureza deve ser vista pelas autoridades governamentais, gestores de parques nacionais e proprietários de áreas de conservação como as RPPNs como uma ferramenta de conservação e conscientização e não o contrário. 

Em nossa próxima conversa, explicarei detalhadamente sobre cada um dos itens acima, como também apresentarei uma listinha de dicas para facilitar o trabalho, como acordar cedo (essa é a parte mais difícil, né... rs), como fazer seu planejamento, o que levar, com quem ir e outras informações úteis para que o sucesso da saída fotográfica seja alcançado.

Nos vemos daqui a 15 dias. Até lá!!!

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados