Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quarta-Feira, 16 DE Agosto DE 2017

Olha o Bicho! - Anhuma

Anhuma vem do tupi e significa pássaro preto com chifre

Por Luciana Ribeiro
lucianaribeiro@faunanews.com.br

Nomes populares: anhuma, inhuma, inhaúma, unicorne, licorne, anhima, alicorne
Nome científico: Anhima cornuta
Estado de conservação: “pouco preocupante” na lista vermelha da IUCN e não consta da Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção

Sabe o que o estado de Goiás, a bandeira de Guarulhos (SP) e o brasão e a bandeira de Tietê (SP) têm em comum? Uma ave, a anhuma, que é a ave-símbolo de Goiás e está nos símbolos das cidades paulistas. Antigamente, o rio Tietê, um dos principais do Estado de São Paulo, era conhecido como rio das Anhumas ou Anhembi, numa derivação do tupi "anhumy".

O nome científico desta ave dá uma ótima descrição dela. Anhuma, do tupi "nhãum", significa pássaro preto, e cornuta vem do latim "cornutus", chifre. Ou seja, pássaro preto com chifre. Esta é a anhuma. Na cabeça, um espinho curvo com cerca de 12 cm se assemelha a um chifre. Outras duas características bem marcantes da espécie são as vocalizações, bastante potentes, e os grandes esporões nos ombros, usados para defesa.

Muita gente confunde a anhuma com urubuA anhuma é uma ave de grande porte, com 80 cm de comprimento, 60 cm de altura e envergadura de 1,70 m. Seu peso chega a passar os três quilos. Vive em beira de rios, lagoas e pantanais e é encontrada em quase toda a Amazônia, nos Estados de Goiás, São Paulo, Ceará, Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso e Tocantins, além de outros países da América do Sul, como Bolívia, Peru, Colômbia, Equador, Venezuela e Guianas.

Ela se alimenta principalmente de vegetação aquática e capim e é uma ave migratória, que nos períodos de seca busca outros braços de rios e lagos. Vive em casais, grupos familiares ou pequenos bandos. Voa e plana bem, podendo ser vista aproveitando correntes térmicas ao lado de urubus e tuiuiús. Aliás, quando a anhuma está pousada na copa de uma árvore é comum ser confundida com um urubu.

Seus ninhos são feitos sobre a vegetação flutuante, nas margens, apoiados em arbustos ou galhos baixos. Os ovos, normalmente três, são chocados em revezamento pelo casal. Quando precisam se ausentar, cobrem os ovos com folhas para protegê-los.

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados