Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quarta-Feira, 21 DE Março DE 2018

Olha o Bicho! - Paca

A paca é um dos animais mais caçados no Brasil por causa do sabor da carne

Por Luciana Ribeiro
lucianaribeiro@faunanews.com.br

Nome popular: paca
Nome científico: Cuniculus paca
Estado de conservação: “pouco preocupante” na lista vermelha da IUCN e não consta na Lista Nacional Oficial de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção

Com peso que vai de 5 kg a 12 kg e comprimento de até 80 cm, a paca é o segundo maior roedor do mundo, atrás apenas da capivara. Mas não é só o tamanho que chama a atenção nesse animal. Infelizmente, sua carne tem um sabor considerado muito gostoso e isso faz com que a paca seja um dos mamíferos mais perseguido por caçadores no Brasil, mesmo que a caça de um animal silvestre como ela seja proibida.

A paca é um roedor e seus dentes crescem continuamente, por isso ela precisa desgastá-los em troncos de árvores. E esses dentes são usados para comer uma grande variedade de vegetais, entre folhas, talos, raízes, sementes e frutos. Com hábitos noturnos, passa a noite inteira atrás de comida. Ela tem olfato aguçado e pelos sensíveis ao redor do focinho que funcionam como sensores para localizar a comida na escuridão.

A paca éo segundo maior roedor do mundo, atrás somente da capivaraDurante o dia, a paca fica na sua toca, localizada de preferência próxima a riachos ou áreas alagadas. É que quando assustada, se não encontra logo o abrigo da toca, corre para a água, já que é também ótima nadadora. Animais da espécie são encontrados em florestas tropicais desde o México até o Uruguai. 

Seu pelo é duro, eriçado, em tons que vão do avermelhado ao preto e normalmente tem quatro linhas de manchas brancas que atravessam o corpo longitudinalmente. A barriga é branca e a cauda é bem pequena. A fêmea tem duas ninhadas por ano, dando a luz a geralmente um filhote por vez, podendo chegar a três. Os filhotes já nascem com a aparência que terão quando adultos.

Atualmente existem criações comerciais de paca autorizadas e também criações conservacionistas, que visam repovoar com a população da espécie em regiões onde sumiu, vítima da caça predatória.

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados