Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Sexta-Feira, 21 DE Setembro DE 2018

Para fechar a semana: em três ações, 664 animais apreendidos

Araras e jandaias apreendidas em Minas Gerais

Por Dimas Marques
Jornalista, pesquisador do Diversitas-USP e editor responsável do Fauna News
dimasmarques@faunanews.com.br

A semana está chegando ao fim e não podíamos deixar de destacar três grandes ações de repressão contra o tráfico de fauna. No total, foram apreendidos 664 animais.

No primeiro caso, registrado em Minas Gerais no domingo, 16 de setembro, 187 aves, entre jandaias e araras, foram encontradas em caixas que estavam em um veículo.

“Dois homens foram presos transportando 187 aves silvestres em um carro na MG-122, em Espinosa, nesse domingo (16). Eles foram abordados pela Polícia Militar durante uma fiscalização de rotina.

Segundo a PM, foram apreendidas araras-azuis e jandaias, que estavam em 12 caixas no porta-malas do veículo. O motorista confessou que não tinha autorização para transportar os pássaros e disse que foi contratado para levar as aves de Pindaí (BA) até Montes Claros, por R$ 500. Ele não soube informar à polícia a identidade do homem que o teria contratado.”
– trecho da matéria “Dois homens são presos transportando 187 aves silvestres em um carro na MG-122, em Espinosa”, publicada em 17 de setembro de 2018 pelo portal G1

O segundo caso aconteceu no dia seguinte, segunda-feira (17) em uma operação realizada pelo Ibama no Sergipe e na Bahia. Essa ação, que resgatou 227 animais, também teve como foco a criação domésticas ilegal de fauna silvestre:

Agentes do Ibama em ação em Sergipe e na Bahia“Nesta segunda-feira (17) foram apreendidos 277 animais silvestres pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) nos estados de Sergipe e Bahia. A operação resultou em 19 autos de infração, que totalizam R$ 310,7 mil.

A Operação Migratorius ocorreu nos municípios de Areia Branca, Frei Paulo, Carira, Nossa Senhora de Glória e Canindé de São Francisco, em Sergipe, além de Pedro Alexandre, na Bahia. Entre os animais, jabutis e pássaros de várias espécies.” 
- texto da matéria “Ibama apreende 277 animais silvestres em Sergipe e Bahia”, publicada em 17 de setembro de 2018 pelo portal G1

O último caso com grande quantidade de animais apreendidos aconteceu terça-feira (18) também na Bahia. Agentes da Polícia Rodoviária Federal encontraram 200 bichos, que estavam sendo transportados em um carro.

Duzentos animais eram transportados em um Clio“Foram resgatados na madrugada desta terça-feira, 18, 200 animais silvestres. O caso ocorreu durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da Bahia no KM 444 da BR 101, região do município de Ubaitaba (a 255 quilômetros de distância de Salvador).

Segundo a PRF-BA, os agentes localizaram um condutor de um veículo Renault/Clio, engatando marcha ré ao notar a presença policial. Os policiais conseguiram alcançar o automóvel e durante a fiscalização em seu interior, foram encontradas diversas gaiolas vazias.

Ao ser questionado, o motorista informou que estava transportando duas aves da espécie papa-capim. Porém, ao fiscalizar o interior do automóvel, foram encontradas caixas abaixo das gaiolas vazias. Dentro do material foram localizadas 200 aves silvestres, que eram transportadas de forma ilegal.

Entre as espécies resgatadas, estavam a papa-capim, azulão, canário-da-terra, maria-fita e trinca-ferro. Além das aves, os policiais encontraram mais 16 gaiolas vazias e quatro cágados-de-barbela. O condutor, que não teve sua identidade revelada, alegou que seriam revendidas em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.”
– texto da matéria “Mais de 200 animais silvestres são resgatados em Ubaitaba”, publicada em 18 de setembro de 2018 pelo site do jornal baiano A Tarde

Deve-se destacar que dois dos casos foram interceptações realizadas em rodovias, ou seja, durante o transporte dos animais para os pontos de venda. É fundamental que as polícias rodoviárias estejam atentas, motivadas e preparadas para atender ocorrências de tráfico de fauna. Esses agentes têm de estar atualizados sobre rotas e formas de atuação dos bandidos, bem como com conhecimentos para o atendimento emergencial dos animais - afinal, os bichos estarão estressados e em condições de pouco alimento e água e sempre há uma demora (por falta de vaga, pela distância, pelo tempo de registro da ocorrência, etc.) para a entrega dos bichos em centros de triagem de animais silvestres.

A maior parte do tráfico de fauna realizado dentro do Brasil utiliza estradas e rodovias para a distribuição dos animais.

- Leia a matéria completa “Dois homens são presos transportando 187 aves silvestres em um carro na MG-122, em Espinosa”, publicada em 17 de setembro de 2018 pelo portal G1
- Leia a matéria completa “Ibama apreende 277 animais silvestres em Sergipe e Bahia”, publicada em 17 de setembro de 2018 pelo portal G1
- Leia a matéria completa “Mais de 200 animais silvestres são resgatados em Ubaitaba”, publicada em 18 de setembro de 2018 pelo site do jornal A Tarde

Postado por Dimas Marques às 14:40

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados