Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Sexta-Feira, 11 DE Janeiro DE 2019

Photo Animal - A técnica de registro de aves em voo (parte I)

Fotografar aves em voo tem suas peculiaridades

Por Marcelo Calazans
Técnico em agropecuária, administrador de empresas e fotógrafo. Foi professor da disciplina Fotografia de Natureza pelo Senac-MS.
photoanimal@faunanews.com.br

Olá pessoal, tudo bem? Espero que sim. Neste artigo de uma série de três, retomo os textos voltados à parte técnica da fotografia, especificamente sobre o registro de aves em voo. Vou começar abordando o equipamento básico para fotografar as lindas aves, porque eu sei que você quer saber disso. Leia o artigo até o final e garanto que você vai se surpreender com a quantidade de coisas que irá aprender.

Então vamos começar!

Exemplos de fotos de aves em voo

Kit de equipamento básico
Hoje existem diversos modelos e marcas de equipamentos básicos para fotografia profissional, então os separei em três dicas.  O conjunto dessas dicas forma o equipamento que eu sugiro para começar; é o equipamento básico de um fotógrafo. Com ele dá para fazer praticamente tudo!

1ª dica: máquina fotográfica 
Você precisa comprar uma câmera DSLR. A maioria dos fotógrafos profissionais usam Canon ou Nikon. As diferenças de uma marca para outra são poucas, sendo necessário analisar item por item e ver o que você precisa. Segurar a máquina/câmera e ver a posição dos botões é importante. Essas duas marcas de equipamento profissional são básicas e essenciais para começar. Eu uso Nikon, mas é uma escolha pessoal. Já utilizei outras marcas, mas me adaptei melhor à Nikon.

Dois modelos de câmeras das marcas que dominam o mercado da fotografia

2ª dica: lente teleobjetiva
Como você não conseguirá se aproximar tanto dos pássaros, a lente tele é muito importante. Recomendo que use lente acima de 300 mm e lembre-se sempre de aplicar o fator de corte para saber que milímetro está realmente usando. Ter uma lente tele como a 800 mm, ou mesmo ter um tele conversor é interessante e ajuda muito na hora do clique. Mas isso não é tudo.

Modelos de câmeras, lentes teleobjetivas, tripés e monopés para fotografia de aveVocê pode praticar, aprender e fazer lindos cliques com uma lente com menos milímetros e mais econômica, pois como eu falei anteriormente, a fotografia de pássaros vai além do equipamento. Não permita que a falta de uma lente tele (e mais cara) o impeça de clicar o que deseja. Se adapte e seja criativo.

3ª dica: tripé ou monopé
É possível fazer alguns cliques sem tripé, pois em alguns casos é até mais fácil de acompanhar a ave. Mas é importante que leve um tripé, já que em algumas situações você não conseguirá qualidade sem ter um.  Afinal, você não quer fotos borradas. Usar um monopé também ajuda bastante na hora de fazer o movimento mais rápido para acompanhar o pássaro. Eu particularmente não uso nem um nem outro, pois já me adaptei ao peso do equipamento e como usá-lo na velocidade correta para realizar a captura da foto.

Técnica fotográfica para capturar imagens de aves
Se você for fotografar com uma câmera superzoom, é provável que não tenha controle sobre tudo que irei citar. Mas fique tranqüilo e ajuste o máximo que conseguir de configurações.

I - Exposição
Você precisa ficar muito atento à exposição, pois é fácil se confundir na hora de ler o fotômetro. Afinal, o fotômetro pode estar lendo o fundo e não o que você realmente deseja fotografar, principalmente se a ave estiver em movimento. Para ajudar, é bom deixar no modo de medição ponderada. Ter o olho treinado para interpretar o que o fotômetro diz é fundamental, já que você poderá dar uma ignorada nele e compensar a exposição para o que quer registrar.

II - Obturador
Como os pássaros estão normalmente em movimento, é importante que o obturador esteja regulado para uma ação rápida, garantindo que o pássaro fique bem nítido na foto, sem borrões. Para isso, utilize velocidades acima de 1/1000.

Foto clássica de ave em voo, com todos os parâmetros corretos, sem borrões ou falta de nitidez

III - Foco
Para conseguir acompanhar o pássaro durante o voo e ter foco em todos os cliques, é importante que se use o foco no modo AI SERVO AF (Canon) ou AF-C Foco Contínuo (Nikon). Nesse modo, ao pressionar o botão de clique até a metade, a câmera rastreia o assunto e faz a variação de foco conforme a distância. Deixe ativo também todos os pontos de foco.

IV - Disparo contínuo
Use o disparo contínuo principalmente se estiver fotografando o pássaro voando, assim terá uma linda sequência de cliques para escolher a melhor foto.

V - Não use o life view
Nesse modo, a maioria das câmeras demora mais para focar e, consequentemente, para clicar. Isso irá prejudicar o seu clique. Use o view finder, ou seja, coloque o olho no visor.

Fotografia de aves em bando requer mais atenção e treino. Pontaria e configurações na medida certa ajudam muito. Pratiquem!

VII - Registro de aves em bando
Quando for registrar aves voando em bando, muitos dizem para focar apenas uma das aves, e trabalhar a composição como parte essencial da foto, podendo até conseguir focar duas ou três aves em um mesmo frame. Eu já prefiro utilizar todos os pontos de foco disponíveis na câmera e tentar enquadrar manualmente o maior número possível de espécimes em um mesmo quadro. O foco manual garante a rapidez necessária para essa etapa da focagem de muitos indivíduos de uma só vez. Sempre lembrando da velocidade correta, da abertura e do ISO, para garantir que o movimento do bando fique “congelado” com perfeição.

Aves voando em bando são extremamente difíceis de serem registradas. Toda a técnica é empregada nesses casos

Bom, continuamos no próximo artigo.

Feliz 2019 e até lá!

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados