Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quinta-Feira, 28 DE Novembro DE 2019

FAUNA E ESTRADAS: ...são horas do bacurau

Você sabia que bacurau, o nome do filme, é uma ave?

Por Gabriela Schuck de Oliveira
Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e mestranda junto ao Núcleo de Ecologia de Rodovias e Ferrovias (NERF) da mesma instituição
estradas@faunanews.com.br

Jaguar avança dançando, dançam caipora e babau... (Bichos da Noite - Sergio Ricardo). Esse é um trecho da música temática do filme Bacurau, obra cinematográfica brasileira lançada neste ano que utilizou o nome popular de uma ave para batizar um povoado fictício do sertão brasileiro. Apesar de ser um filme muito comentado no momento, poucas são as pessoas que realmente se interessaram em saber o que é o verdadeiro bacurau: nome comum dado para diversas espécies de aves noturnas pertencentes à família Caprimulgidae e com distribuição ampla no Brasil.

Macho de bacurau (Nyctidromus albicollis) na RPPN Sesc Pantanal

Diferentemente do que foi dito no filme, bacuraus não são aves “bravas’’. Ao contrário, são extremamente calmas e, justamente por isso, são mais suscetíveis a serem vítimas de atropelamentos. Além de sua tranquilidade, os caprimulgidaes possuem hábitos noturnos, alimentam-se de insetos durante o voo e normalmente ficam parados no chão em áreas abertas aguardando o momento oportuno. Eles também procuram ambientes semelhantes à sua plumagem para camuflagem. Sendo assim, estradas de chão são um local propício para estas aves.  

Bacurau (Nyctidromus albicollis) atropelado em uma estrada interna da Floresta Nacional do Jamari (RO)Ao longo de atividades de campo, percebemos a falta de reação dessas aves ao avistarem veículos. Provavelmente, a iluminação dos faróis atrapalha sua percepção e o hábito de não reagir rapidamente e confiar em sua camuflagem são comportamentos fatais para os indivíduos que utilizam as rodovias. 

A sorte dos bacuraus é que, normalmente, estão associados à estrada de chão ao invés do asfalto. Então, teoricamente os carros trafegariam em uma velocidade mais baixa e os motoristas conseguiriam percebê-los ao longo da estrada. Infelizmente, eles dependem da boa vontade dos motoristas em ter paciência para que eles voem a tempo, mas - como já vimos -  há muitas pessoas atropelando a fauna intencionalmente.

Enfim, apesar de o filme não estar relacionado com a ave, podemos aproveitar esse nome popular que está em alta no momento para conhecer um pouco mais dessas espécies e suas relações com estradas. Então, lembre-se que bacurau não é apenas uma cidade fictícia de um filme famoso, mas também um grupo de aves muito simpáticas que precisam contar com a empatia dos seres humanos para não serem exterminadas nas estradas.

Postado por Dimas Marques às 11:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados