Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Terça-Feira, 26 DE Novembro DE 2019

NA LINHA DE FRENTE - Dia da Bandeira: relembrando o verde de nossas matas e nossa rica fauna

Nas cores da bandeira do Brasil pode-se ler a grandeza de nossa natureza, tão carente de cuidados

Por Vitor Calandrini
Primeiro-tenente da PM Ambiental de São Paulo, onde atua como chefe do Setor de Monitoramento do Comando de Policiamento Ambiental. É mestrando no Programa de Pós-Graduação em Sustentabilidade na Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (EACH-USP)
nalinhadefrente@faunanews.com.br

Em atuação no Dia da Bandeira (19 de novembro), duas ocorrências chamaram a atenção no combate ao tráfico de animais silvestres. Elas resultaram no resgate de mais de 65 aves silvestres mantidas em cativeiro de forma irregular em residências, totalizando mais de R$ 31 mil em multas, além das apreensões das aves e a destinação adequada delas.

A primeira ocorreu no munícipio de Votuporanga (SP), onde durante patrulhamento foi efetuado o atendimento de ocorrência referente à manutenção de aves silvestres em cativeiro. No local, foi constatado a presença de quarenta canários-da-terra, um papagaio-verdadeiro e um periquitão-maracanã, que, por coincidência do destino, carregam as cores de nossa bandeira: o verde e o amarelo.

Aves apreendidas em Votuporanga: todas deveriam estar livres na natureza

A outra foi em Campinas (SP), onde houve o atendimento de denúncia sobre pássaros em cativeiro e maus-tratos. No local, foi encontrado a criação ilegal das seguintes aves:  cinco trinca-ferros, cinco coleirinhas, três sabiás, três pintassilgos, dois tico-ticos, dois tuins e um sanhaço. As gaiolas estavam distribuídas pela residência e não foi apresentada nenhuma documentação a respeito da posse das aves.

Se por um lado são positivas ações que resultam em apreensões de animais e a possibilidade de retorná-los à natureza,  por outro o desejo real seria que não houvesse mais esse tipo de ocorrência, pois seria o indicativo de que as pessoas estão mudando sua forma de se relacionar com a fauna em vida livre, sem a necessidade de aprisionar aves em gaiolas e as manterem em suas residências.

Sendo assim, minha dica neste mês é que tentemos fazer valer a pena o significado de nossa bandeira:  preservemos o verde sem par de nossas matas, local que abriga nossa rica fauna, para que possamos avistar as aves em nosso céu de um puríssimo azul, iluminados por este sol irradiante característico de nosso país tropical.

Postado por Dimas Marques às 00:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados