Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Segunda-Feira, 23 DE Dezembro DE 2019

2019 já vai tarde. Que venha 2020...

Tudo que se pode falar do catastrófico 2019 é pouco e, com certeza, não estará completo. O ano coroou a normalização do ataque ao meio ambiente, ao sistema de proteção ambiental brasileiro, aos ambientalistas e suas ONGs, às populações indígenas, aos quilombolas, às lutas dos negros, mulheres e homossexuais, às religiões de origem africana, à Ciência... Enfim, são tantas as mazelas incentivadas por um discurso que chegou ao poder, que seria possível passar horas relacionando o tanto de passos rumo à intolerância e ao atraso que foram dados neste ano que termina.

Lamentável.

Perdemos muitas vidas sob esse manto reacionário. Muito da Amazônia, do Cerrado e do Pantanal se perdeu no fogo. E lembre-se, esta perda não está restrita à vegetação, mas  atingiu um incontável número de animais. Quanta dor!

O mesmo se deu no litoral nordestino e do norte do Sudeste, com o óleo que ainda chega às praias. O desleixo do poder público em responder eficientemente à crise, com certeza, levou a uma dimensão de danos que poderia ter sido evitado.

Essa incapacidade de gestão de riscos, resultado histórico de governos aliados do capital exploratório que não tem limites, fez vítimas em Brumadinho (MG). Vítimas humanas e não humanas. E não dá para falar que “fomos pegos de surpresa pelo ineditismo da situação”. Mariana é testemunha disso.

Unidades de conservação e terras indígenas bem como as estruturas governamentais de gestão delas agonizam. Não que tudo funcionasse bem em anos anteriores. Nada disso. A questão ambiental e as populações dos índios nunca foram prioridades no Brasil. Nunca.

O tráfico de fauna continua forte. As iniciativas para legalizar a caça continuam...

Tão absurdo como discutir terraplanismo é questionar o desastre climático que está em curso. Mas assim o fizemos em 2019. Quanta perda de tempo. Que perda de tempo criminosa!

Mas este não será daqueles textões com uma lista interminável de mazelas. Você encontrará muitos, e melhores, por aí...

Nós, do Fauna News, queremos deixar claro que vamos lutar. Independente da cor da bandeira hasteada em frente ao palácio do poder, vamos lutar para que a vida, humana e não humana, seja respeitada. Nossa função é levar até você informação de qualidade, análises críticas e opiniões de quem está na lida com a proteção da fauna; de quem está comprometido em defender os animais silvestres.

Em 2020, teremos um novo Fauna News. Não em seus princípios, mas no seu formato.

Conseguimos, graças às contribuições de leitores, dinheiro suficiente para reestruturar o site. Teremos também novas colunas (hoje são seis e chegaremos a, pelo menos, dez) com especialistas nas mais diversas áreas ligadas aos animais silvestres. Também vamos, mesmo que tardiamente, nos lançar no universo do Instagram.

Temos planos de crescer ainda mais. Estamos na busca de parceiros para viabilizar nossos projetos. Aos poucos, vamos anunciando.

Os desafios são enormes, mas a vontade de lutar é ainda maior.

Que venha 2020!

Muito obrigado a você, que nos prestigia com sua leitura e comentários.

Boas festas e feliz ano novo!

A equipe do Fauna News

Postado por Dimas Marques às 12:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados