Fauna News

Buscar

banner_20-08-2014.gif

Quinta-Feira, 30 DE Janeiro DE 2020

FAUNA E ESTRADAS - Atropelamentos de animais: alguém sempre se dá bem

Carcaça de carcará (espécie carniceira) no acostamento de uma rodovia na Estação Ecológica do Taim (RS)

Por Barbara Zucatti
Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e mestranda no Núcleo de Ecologia de Rodovias e Ferrovias da mesma instituição (NERF-UFRGS)
estradas@faunanews.com.br

A busca por alimentos pelas espécies carniceiras (aquelas que comem animais mortos) às vezes pode ser árdua pelo fato de as carcaças serem um recurso imprevisível. As rodovias são estruturas que permitem romper com essa imprevisibilidade e, intuitivamente, imagina-se que essas espécies passam a ser beneficiadas por esse tipo de empreendimento. E é exatamente essa a questão que merece atenção: as rodovias beneficiam os carniceiros?

Todos os anos uma grande quantidade de animais morre por colisão com veículos, aumentando o número, a distribuição e o tempo de permanência das carcaças nas estradas. Dessa forma, as rodovias tornam-se uma fonte de alimento para carniceiros, como já comentado em outro artigo

No entanto, um estudo recente avaliou a relação entre rodovias e carniceiros comparando o consumo de carcaças por essas espécies em três ambientes diferentes: rodovias, áreas abertas e linhas de transmissão. Os resultados indicaram que não houve diferença no uso e no consumo das carcaças pelos carniceiros nos três ambientes, o que sugere que as  espécies estudadas podem estar utilizando os recursos das rodovias por acaso e não por estarem sendo atraídas até lá.

Ainda que as estradas proporcionem mais abundância e previsibilidade de carcaças (o que incialmente é benéfico para os carniceiros), são justamente esses fatores que acabam sendo o problema para essas espécies. A previsibilidade do encontro das carcaças e a abundância do alimento podem tornar a rodovia uma grande armadilha ecológica, já que muitos carniceiros também acabam atropelados ao tentarem alimentar-se de um animal atropelado.

As espécies carniceiras têm um papel fundamental nos ecossistemas e exercem serviços ecológicos como a remoção das matérias mortas do ambiente, transformando-as em nutrientes, e o controle de doenças, por exemplo.. Por essas razões, é extremamente importante entender como as atividades antrópicas impactam as comunidades de carniceiros. No entanto, o potencial atrativo das rodovias e seus impactos nessas espécies é um assunto ainda pouco explorado.

Talvez, no fim das contas, poderemos descobrir que, na verdade, a espécie que mais se beneficia da carnificina das rodovias ainda é a nossa (como já vimos em artigos de julho de 2016, fevereiro de 2018 e janeiro de 2019).

Postado por Dimas Marques às 11:00

Deixe seu comentário

comentários por Disqus

Artigos relacionados